Como emitir nota fiscal eletrônica de meus produtos?

Ecommerce Trabalho Web

Se você já trabalha com vendas de produtos terceirizados, tem uma loja, ou faz artesanato e gostaria de vender na internet, seja através de sites, lojas virtuais ou até mesmo nas redes sociais, saiba que você também tem a obrigação de emitir nota fiscal dos produtos, tanto para seus clientes, quanto para a Receita Federal

Pra isso foi criado a NOTA FISCAL ELETRÔNICA. Mas pra quem nunca teve que lidar com esse tipo de burocracia, não deve ter muita noção pra que serve esse documento, então vamos lá!

 

O que é, e para que serve uma Nota Fiscal?

A Nota Fiscal é um documento obrigatório em qualquer tipo de venda. Seja de produtos, seja de serviços. É um recibo fiscal emitido como registro. Isto é, para documentar a transação de mercadorias/serviços, a transferência de propriedade sobre um bem ou atividade.

Outra finalidade importante da Nota Fiscal diz respeito ao recolhimento de impostos. Assim, além de ser um documento comprobatório de transações comerciais, apontando para quanto dinheiro entrou e saiu de uma empresa, controla também o recolhimento dos impostos.

Uma Nota Fiscal também pode ter como objetivo cancelar outra Nota Fiscal. Isso ocorre, por exemplo, em relação a produtos devolvidos ou cancelamentos de contratos. E, ainda, ser usada para regularizar doações, empréstimos, entre outros motivos.

Além disso, protege o consumidor, uma vez que garante a ele direitos de troca e de reclamação. Na compra de um produto com defeito, por exemplo, é obrigatório expor a Nota Fiscal.

A emissão de uma Nota Fiscal é obrigatória. É por meio dela que a Receita Federal pode calcular a movimentação de dinheiro entre as atividades comerciais. Quando não é emitida, entende-se que as trocas comerciais e o valor movimentado estão sendo omitidos do Governo.

Sonegação fiscal é quando o serviço é realizado ou a compra efetivada sem a emissão desse tipo de nota. Por esse motivo, todos os consumidores devem exigir a NF.

Independentemente do valor envolvido, sendo uma grande ou pequena quantia de dinheiro, a Nota Fiscal é obrigatória.

Se você tem uma empresa, a Nota Fiscal é, ainda, uma boa prova de que você paga os tributos devidos. Isso aumenta a confiabilidade perante fornecedores e clientes.

 

Veja também!  Modelos prontos de cartas e documentos editáveis

 

O que é uma Nota Fiscal eletrônica?

Pela definição oficial brasileira, uma nota fiscal eletrônica (NF-e) é “um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar uma operação de circulação de mercadorias ou uma prestação de serviços, ocorrida entre as partes”.

É um instituto oficial de fiscalização tributária, em vigor desde o dia 15 de setembro de 2006, e que substitui a nota fiscal impressa modelos 1 e 1A, havendo a previsão de estender a substituição a outros modelos de notas fiscais.

Essa opção tem ajudado muito a facilitar a troca de documentos entre empresas e pessoas jurídicas. É parte de um projeto do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) no Brasil. Ele tem a finalidade de fazer com que os documentos oficiais se tornem cada vez mais eletrônicos.

Com isso, a Nota Fiscal Eletrônica, cada vez mais, vem substituindo a emissão do documento impresso. No entanto, somente no que diz respeito aos modelos 1 e 1-A, por contribuintes do IPI ou ICMS. Isso quer dizer que não substitui outros tipos de documentos fiscais existentes. Como Cupom Fiscal e Nota Fiscal a Consumidor modelo 2.

A validade jurídica da NFe é garantida pela assinatura digital (token) e possibilita ao Fisco acompanhar os trâmites realizados em tempo real.

Em alguns lugares do Brasil, como no Estado de São Paulo, a Nota Fiscal Eletrônica, além de estar autorizada, é também obrigatória para as empresas. Sendo assim, quanto mais rapidamente for inserida nos processos das corporações, melhor. Uma das vantagens é que traz também ganhos em termos de modernização da empresa.

 

Benefícios da NFe:

– Reduz a utilização de papel impresso, preservando o meio ambiente;

– Reduz a sonegação;

– Reduz o transporte de documentos;

– Reduz custos para o Fisco, para empresas e profissionais autônomos;

– Aumenta a transparência em processos fiscais;

– Melhora a confiabilidade da Nota Fiscal;

– Facilita a padronização das relações comerciais por meios eletrônicos no mercado B2B (business to business);

– Melhora o controle fiscal;

– Simplifica e agiliza os trâmites entre empresas, por meio das novas tecnologias disponíveis;

–  Interrompe a necessidade de digitar Notas Fiscais ao receber mercadorias;

– Ajuda no planejamento de logística de entrega de mercadorias;

–  Colabora no acompanhamento e controle de dados;

– Integrar com outros sistemas via API.

 

NOTA FISCAL ELETRÔNICA (NF-E) – (CARGA HORÁRIA 60h)

 

Para começar a emitir uma NFe, o contribuinte precisa se credenciar na unidade federada em que estiver inscrito pelo ICMS.

Depois de se cadastrar na Secretaria da Fazenda, quando emitir uma nota fiscal eletrônica, precisa colocar as informações referentes ao serviço prestado ou produto vendido. Também precisa assinar o arquivo digitalmente e garantir a integridade de todos os dados fornecidos.

Você vai precisar adquirir um software gerador de notas fiscais eletrônicas. Há Estados que oferecem gratuitamente o sistema para download no próprio site da Secretaria da Fazenda.

 

CURSO NOTA FISCAL PARA PEQUENAS EMPRESAS E VENDEDORES

 

Para a emissão da Nota Fiscal, vale saber que há necessidade de informar alguns dados, necessariamente. São eles: nome da empresa, CNPJ, endereço da empresa, data da transação, descrição dos serviços realizados e o valor total pelo trabalho.

Tal documento digital será transmitido pela Secretaria da Fazenda do Estado na qual o emitente estiver realizando uma pré-validação da NFe. Então será gerada uma Autorização de Uso.

Ao mesmo tempo, a Secretaria da Fazenda do Estado do emitente transmite o arquivo para a Receita Federal do Brasil, que é repositório de todas as NFe (Ambiente Nacional).

Quando se trata de uma transação interestadual, a nota também é transmitida para a Secretaria de Fazenda de destino final. Quando o assunto é importação é também transmitida para a unidade de desembaraço aduaneiro.

Texto: www.bidu.com.br/

 

Notazz – Emissor de Nota Fiscal para Infoprodutores

O notazz é um Software de Gestão Fiscal especializado no mercado de marketing digital / Infoprodutos.

Nossa solução está integrada com as principais plataformas de programa de afiliados do mercado.

 

Principais recursos do software:

Transmissão Automática:
Configure o sistema para transmitir automaticamente suas notas fiscais. Com isso não precisa se preocupar com prazos e obrigações.

Armazenamento em Núvem:
Armazenamos em nossos servidores todos os arquivos XML e PDF das suas notas conforme exigência fiscal.

Relatórios:
Relatórios detalhados de todas as notas emitidas, exporte para diversos formatos, envie para seu contador e tenha total controle.

Notificações Automáticas:
O Notazz é configurável para que todos os envolvidos com a parte fiscal sejam notificados. Seja o cliente final, seu contador ou outros envolvidos.

Gestão de Empresas:
Você pode configurar diversas empresas no notazz. Para cada empresa adicional é cobrado uma taxa de 25% do valor do plano / mês.

Gestão de Produtos:
Configure aliquotas, taxas, e outras propriedades fiscais de forma diversificada para seus produtos.

API de Integração:
Integre facilmente sua aplicação com o notazz e emita suas notas fiscais de forma simples.

Importação de Vendas Antigas:
Importe suas vendas antigas e emita todas as suas notas fiscais que estavam pendentes.

Suporte Técnico:
São diversas formas de se comunicar conosco e obter suporte. Entre elas: skype, chat, e-mail, telefone…

 

Salvar

Salvar

Salvar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *