BCAA: O combustível que seu músculo precisa!

Se você é um frequentador(a) assíduo(a) de academia, já deve ter usado BCAA para o ganho de massa muscular ou  para melhorar a recuperação pós-treino (ou ao menos escutado a galera falar sobre isso). Mas, afinal, você sabe o que é e para que serve o BCAA?

O BCAA tem sido um dos suplementos esportivos mais procurados por atletas, fisiculturistas e praticantes de atividades físicas nos últimos tempos. É possível verificar a sua popularidade tanto em academias, na TV, internet e até em uma simples social com os amigos. No entanto, apesar de o produto estar bastante conhecido no mundo fitness, poucas pessoas sabem, de fato, o que é o BCAA e qual é a sua importância pelo corpo perfeito, musculoso e bem definido.

Raio-X do BCAA

BCAA é a sigla em inglês para “Branched Chain Amino Acids”, em português, aminoácidos de cadeia ramificada, dos quais fazem parte a leucina, valina e isoleucina, que também são considerados aminoácidos essenciais.

Os aminoácidos são de extrema importância, já que são responsáveis por diversas funções em nosso organismo. De forma ilustrativa, eles atuam como “tijolinhos” na construção de diversos tecidos do corpo, incluindo os músculos.

Já os aminoácidos essenciais são aqueles que não podem ser produzidos pelo nosso organismo, funcionam como uma importante fonte de energia para o músculo esquelético e devem ser adquiridos por meio da alimentação ou de suplementos especializados.

 

BCAA é tudo igual?

Antes de sair engolindo o primeiro BCAA que encontrar pela frente, saiba que eles não são todos iguais. A diferença é basicamente a concentração, que pode variar bastante. Existem suplementos com quantidades menores de BCAA e com diferentes divisões entre os aminoácidos.

Essa divisão é caracterizada por números que, muitas vezes, aparecem na embalagem do suplemento, como podemos observar na ilustração a seguir:

 




Os números se referem à proporção de cada aminoácido, Normalmente, o maior que vem em primeiro é a leucina. Por exemplo, um suplemento de BCAA com 3g de BCAA/dose e com proporção 8:1:1 terá 2,4g de leucina, 0,3g de isoleucina e 0,3g de valina, totalizando 3g de aminoácidos por porção.
A leucina é o principal aminoácido que faz parte dos BCAAs e tem o efeito anabólico (estimula o crescimento muscular). Os outros, em menor quantidade, são isoleucina e valina. Diversos estudos mostram que a suplementação dos três aminoácidos de cadeia ramificada , juntos, tem melhor ação do que a leucina isolada. Por esse motivo, embora em menores quantidades, a isoleucina e a valina também estão presentes nesses suplementos.

Pesquisas mostram que o ideal é consumir de 4 á 8 gramas de BCAA antes do treino e 4 á 8 gramas depois.

Efeitos colaterais: Até o momento não existe relatos de efeitos colaterais com o uso de BCAA. O recomendado é que não exagere e tome sempre a dose recomendada por um profissional ou pelo fabricante do produto.

Quando consumir?

O BCAA normalmente é consumido no pós-treino, para auxiliar no ganho de massa magra e na recuperação dos músculos.
No entanto, também pode ser utilizado antes do treino para evitar a fadiga e o catabolismo – perda muscular para a produção de energia –, melhorando o desempenho durante a atividade física. Assim, se preferir, pode dividir a dose: metade antes e metade depois do exercício.

 

ATENÇÃO: BCAA NÃO substitui refeições: Ele é um conjunto de três aminoácidos isolados e não fornece nutrientes necessários para ser considerado uma refeição.

Benefícios

  • Auxilio no ganho muscular e hipertrofia;
  • Prevenção do catabolismo proteico (degradação de proteínas);
  • Retardamento da fadiga central, por diminuir a formação de serotonina (neurotransmissor envolvido com os sintomas da fadiga central);
  • Favorece a boa imunidade, já que estimula a produção de glutamina (aminoácido que serve como fonte de energia para as células do nosso sistema imunológico).

 

Qual a melhor marca de BCAA?

Pergunta muito comum aqui nesse artigo é: qual o melhor BCAA? Não existe apenas uma grande marca que produz com excelência esse suplemento, e sim várias marcas. Dos que eu já usei, gostei dos BCAAs das marcas Importadas: Universal, Nature’s Best, Optimum e Dymatize, das Nacionais: Probiótica, Max Titanium e IntegralMédica.

suplementos promoção bcaa kit

Cápsula, liquido ou BCAA em pó, qual a melhor escolha?

Alguns fabricantes informam que a pureza na versão em pó é maior que nas versões liquidas e em cápsulas, já que não precisa de excipientes no processo de fabricação (como no caso das em cápsulas), a concentração por grama do produto acaba sendo maior e sua absorção mais rápida do que se comparado com os comprimidos, que ainda precisam ser digeridos.
Seu preço também é reduzido o que acaba sendo o melhor custo benefício no final das contas .As únicas vantagens nas opções em cápsulas/comprimidos e liquido, certamente são no quesito facilidade em se consumir, pela praticidade na correria do dia a dia.Posso tomar BCAA junto com outros suplementos ou termogênicos?

Muitos whey protein de qualidade já possuem ótima quantidade de BCAA’s em sua composição, então não tem necessidade de tomar os 2 juntos. Mas mesmo assim, caso queira combinar o BCAA com outra proteína concentrada, o BCAA pode ser consumido antes do treino e depois do treino tomar sua proteína escolhida, seja albumina, caseína, soy protein ou até mesmo o Whey Protein.
Também pode ser consumido o suplemento BCAA com outros aminoácidos como glutamina, creatina, arginina entre outros.
O BCAA pode ser consumido em conjunto com termogênicos e emagrecedores.

 

Veja também!  Tratamento caseiro contra varizes

 

Suplementação X Acne

Creatina

Muitas pessoas relacionam o uso de Creatina a intensificação dos efeitos da Acne, e existem estudos que comprovam que isoladamente ela não tem este “poder”, mas algumas combinações erradas podem sim aumentar os cravos e espinhas.
A maioria das marcas de Creatina aconselham em suas embalagens, a mistura do produto com sucos de frutas ou isotônicos (Gatorade, Powerade, etc), é ai que está o problema para aqueles que possuem propensão genética a Acne, já que esses isotônicos contém grande quantidade de carboidratos, e como dito no início do artigo, estudos mostram que carboidratos de alto índice glicêmico contribuem para o aparecimento de espinhas, então manerem também na maltodextrina, Dextrose e Hipercalóricos.
Portanto, se você possui problemas com esta doença e quer utilizar a Creatina como suplemento, utilize apenas água para ingeri-la. Isso resolverá os efeitos citados acima.
 
BCAA injetável
Ainda não há estudos que comprovem que a sua eficácia é melhor do que a do suplemento de uso oral. Segundo alguns especialistas defendem, o BCAA injetável teria uma maior eficiência do que o suplemento de via oral, uma vez que último tende a se espalhar pelo corpo, enquanto a aplicação intramuscular é feita diretamente no local onde se pretende ganhar músculos, como coxas, bumbum, braços ou panturrilhas, por exemplo.
O BCAA é injetado em uma quantidade de, no mínimo, 10 ml espalhados pelos locais desejados. O procedimento é feito uma vez por semana, em uma sessão de 20 a 30 minutos, onde a pessoa terá o prazo de até duas horas para realizar a atividade física. No total, serão cinco aplicações, dependendo da região do corpo e do quanto o paciente quer ganhar massa muscular.
Por outro lado, outros especialistas defendem que não há necessidade da aplicação do BCAA, uma vez que a absorção dos aminoácidos é natural e com extrema eficiência pelo sistema digestivo. Na dúvida, converse com o seu médico, ok?
Veja também!  Os esportes radicais mais praticados no Brasil e no mundo

BCAA prejudica o fígado e os rins?
Depende. Como os rins são responsáveis pela eliminação dos subprodutos do metabolismo proteico – a amônia e a uréia – o alto consumo de proteínas poderia prejudicar esse processo, causando o desenvolvimento de cálculos renais. No entanto, não há registros de pessoas saudáveis que desenvolveram o problema após tomar o BCAA. Já no caso de pacientes renais, realmente tomar o suplemento pode prejudicar gravemente a sua saúde.

 

BCAA causa a queda de cabelo?
Não. De acordo com especialistas, a causa da calvície em homens e mulheres está relacionada diretamente a dois fatores: a deficiência de ferro ou de potássio no organismo. Portanto, o BCAA em nada tem a ver com qualquer queda anormal de cabelos.

 

BCAA causa depressão?
Sim. Como falamos anteriormente, os aminoácidos de cadeia ramificada competem diretamente com o triptofano para serem absorvidos pelo cérebro. Este último, por sua vez, é ligado à seratonina, um neurotransmissor relacionado à sensação de bem-estar e prazer. Por dificultar a absorção do triptofano e, consequentemente, da seratonina, o BCAA pode mesmo causar depressão e mau humor.

BCAA pode cair no doping?
Não. BCAA não é considerado um suplemento de doping. No entanto, se você é atleta ou está querendo se tornar um e quer comprar um BCAA, certifique-se sobre a procedência do suplemento, atentando-se para a presença de possíveis substâncias ilícitas que possam estar misturadas ao BCAA. Opte sempre por comprar marcas conhecidas e respeitadas.

BCAA causa impotência sexual?
Não há estudos científicos que comprovem que o suplemento alimentar possa causar alterações hormonais ou quaisquer outros problemas que acarretem diretamente na impotência sexual.

 

Qual é a idade mínima para tomar BCAA?
Não existe uma faixa etária específica para consumir o suplemento. Neste caso, independente da idade, a recomendação é procurar um médico ou nutricionista para orientá-lo sobre a necessidade ou não de tomar o BCAA.

 

BCAA faz mal ao estômago?

Não necessariamente. O que pode acontecer nos casos de irritações gastrointestinais possivelmente causadas pelo suplemento é a presença de lactose, no caso de quem é alérgico ou intolerante à substância. Algumas marcas acrescentam a lactose para facilitar a compactação do produto em cápsulas.
Outra explicação pode estar relacionada à inserção de carboidratos que algumas marcas fazem nos seus BCAAs. Estes podem passar por uma fermentação e causar cólicas, gases e distensão abdominal.

 

Esse artigo é apenas informativo! Antes de iniciar o uso de suplementos ou termogênicos, consultar um nutricionista esportivo, só ele será capaz de avaliar suas reais necessidades para o uso de suplementos nutricionais.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *