Aprenda a medir os sinais vitais de seu pet

É verdade que os animais suportam bem mudanças de ambiente e temperaturas estremas, mas não quer dizer que eles se adaptem fácil.

Algumas raças podem ser mais suscetíveis há essas mudanças, como os de pêlos curtos, assim como, os filhotes, as fêmeas quando estão prenhas.

Por isso, é tão importante saber analisar as reações que seu cachorro e gato tem para poder evitar problemas maiores de saúde, uma delas é saber medir os sinais vitais deles.

Com apenas essas 4 dicas você já pode saber se seu bichinho está se adequando bem ao frio e ao calor.

 

Essas dicas também servem em casos de acidentes, até o veterinário chegar.

1. Membrana mucosa

Cheque a cor e a condição geral da membrana mucosa (gengiva). Se estiver úmida e rosada, está tudo bem. Se estiver seca, vermelha, vermelha escura ou branca, algo está errado e você precisa levá-lo ao veterinário.

 

2. Pulsação

O batimento cardíaco normal de um cão é de 120 pulsações por minuto ou duas batidas por segundo. Para checar a pulsação do animal, coloque dois dedos (indicador e médio) na lateral de seu peito, embaixo do cotovelo, e pressione levemente as costelas.

Você também pode checar a pulsação sentindo a artéria femoral na coxa.

 

3. Temperatura corporal

A temperatura normal nos cachorros varia entre 38,2 e 39,2 ºC. A melhor maneira de medir a temperatura de um cão é com um termômetro digital inserido no reto. Antes de inserir, tenho o cuidado de lubrificá-lo com vaselina, azeite ou outro lubrificante à base de água.

 

4. Respiração

Conte quantas vezes o peito do animal sobe e desce em 10 segundos e multiplique esse número por 6. A média respiratória normal é de 10 a 35 respirações por minuto.

 

Se você notar qualquer coisa fora do normal enquanto checa esses 4 sinais vitais, não hesite em correr com seu cãozinho para o veterinário.

Saiba que se você cuidar bem dele não vai precisar usar esse métodos.

Não deixe seu pet na rua, não deixe ao relento, coloque sempre água limpo e fresca pra ele, mesmo no inverno, alimente-o bem.

Seja paciente, amável, dê atenção, brinque com ele. Seu bichinho é seu único amigo de verdade, cuidando dele você vai estar cuidando de seu próprio coração.

Não abandone, se não quer mais, doe pra alguém que possa cuidar e amar, não o solte na rua não tem necessidade disso.

Tenha mais respeito para com os animais em geral, é um ato de bondade e caráter.

 

Veja também!  Amizade de soldades e animais ilustrada em imagens

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *